Como curioso ou interessado no assunto você deve saber que essa é uma área fundamental para o funcionamento visual de um site e o acesso das pessoas ao mesmo, e que se você tange pela área da tecnologia ao mesmo tempo em que tem um lado artístico e estético, vale à pena saber mais sobre. Mesmo que você não se identifique com o que foi proposto, saber disso para o próprio mercado de trabalho é uma ótima qualificação profissional. Conseguir compreender e se comunicar com um web designer irá ascender a sua carreira no mercado de trabalho.

 

Nesse artigo veremos:

  • O que é web design?

  • Por que devo seguir com isso?

  • O mercado para o web designer.

  • Programação e arte.

  • Conhecimentos necessários para a área.

  • Conclusão.


    O que é Web Design?

        Basicamente Web Design é um braço do design gráfico que envolve planejamento, criação e manutenção de interfaces para web sites e interfaces digitais como um todo. Envolve um equilíbrio entre estética e funcionalidade considerando aspectos fundamentais do design, e torna o conteúdo virtual compreensível visualmente para grande parte das pessoas. Além disso é muito importante na criação ou demonstração de um perfil de uma empresa, atraindo público para a movimentação do trafego do site.

 

        Não precisa ser designer para ser web designer. Claro que se formando como designer você terá um conhecimento muito mais aprofundado e certeiro, contudo existem muitos profissionais bons na área sem tal formação, o conteúdo necessário pode vir de outras fontes de conhecimento como cursos online, livros, vídeo-aulas, palestras e tendo contato com outros profissionais, mas não tirando a importância de uma faculdade de design gráfico.

 

Por que devo seguir com isso?

        Para se tornar um profissional melhor, colaborar com os seus projetos, compreender a complexidade de uma interface digital, para a sua projeção individual, para soltar a criatividade, para entender sobre as tecnologias usadas em cima disso, para resolver problemas em torno disso. São muitos os motivos para você entrar nessa área e todos são motivos muito cabíveis principalmente se você se empolga com esse tipo de atuação no mercado de trabalho, pois existem muitos recursos para aprender sobre web design principalmente por se tratar de uma área de tecnologia, por que há uma disposição imensa de conteúdos online e isso torna o seu objetivo em se qualificar nesse âmbito muito mais palpável.

 

 

O mercado para o web designer.

        Como a cada dia a criação de plataformas digitais para todos os tipos de empresa vem aumentando, cursos e faculdades não formam a quantidade de profissionais qualificados que supra a necessidade do mercado, ou seja, o mercado está “pedindo” por pessoas capacitadas nessa área de atuação. Um web designer pode trabalhar tanto em emprego fixo como em setores de uma empresa que requerem uma interface digital para web (marketing, comunicação, publicidade, revistas on-line, produtoras, editoras, entre outras) ou pode escolher ser freelancer e ter uma flexibilidade individual maior.

 

        Esse mercado vive sendo modificado, tanto por tendências visuais quanto por aparições de novos tipos de plataforma, como o mobile, e um bom profissional que consegue acompanhar esses tipos de inovações e mudanças não vai ter tantos problemas em relação à área de atuação, por que além de ser um trabalho muito flexível por si só, a tendência dos setores que precisam desse tipo de profissional é aumentar.

        Não se preocupe com o quão volátil essa profissão é, pois existem inúmeros cursos de atualizações não só em Web Design, mas como em qualquer área da tecnologia.

 

 

Programação e arte.

       Como uma pessoa que projeta algo visual, plástico e estético, um web designer precisa conhecer conceitos de design para encantar quem visualiza a web page, e também saber sobre arte gráfica, além de colocar um pouco de dinamismo e movimentação em seus projetos. É como se a web page fosse um grande e complexo quadro, cheio de fluidez e prazeres visuais. Mas também tem uma parte que não é vista no trabalho do web designer, que é quando ele trabalha com linguagens voltadas para a web, pois o que está amostra em um site é feito com base em linhas de código em linguagens de marcação como HTML5, XHTML e scripts como Javascript, CSS e ASP.

 

       A criatividade é fundamental no processo de desenvolvimento e projeto, pois cada trabalho irá ser feito mais específico para um cliente e a identidade visual dele ou da empresa com um layout inovador e de destaque.

Alguns outros cursos de ramo artístico que englobam Web Design são:

  • Direção de arte.

  • Fotografia.

  • Cursos de softwares de design (Photoshop, Illustrator, InDesign).



    Conhecimentos necessários para a área.

    Vamos colocar em tópicos as ferramentas e conceitos que o Web Design requer.

 

  • User Interface(UI): Conceito técnico, funcionalidades que permitem a interação das pessoas com softwares, sites e aplicativos. Como melhorar o acesso das pessoas à máquina, principalmente no quesito interface web.
     

  •  User experience(UX): Outro conceito técnico, como planejar a experiência do usuário e tornar o seu envolvimento com a interface mais natural e prazerosa.
     

  • Linguagens de marcação e Scripts: Como já mencionado é muito importante que o web designer seja bom em HTML, CSS e outras linguagens para que consiga fazer uma boa estruturação de site, tornar o projeto útil, acessível e prático.
     

  • Ferramentas para planejamento: Ferramentas que auxiliem ou incrementem o processo de criação de interface e projeção e desenvolvimento de códigos fonte como o editor de código Sublime Text, editores de imagem como Photoshop e Illustrator, criação de layouts como Sketch e Adobe.




    Conclusão.

       Vimos boa parte do universo de Web Design, de “O que é?” até “Mercado de trabalho”, e como uma área em desenvolvimento sempre tem algo novo para aprender, as pessoas que buscam ir atrás dessa profissão precisam ser determinadas, dinâmicas, entender o que é bonito visualmente em um web site ou outro tipo de interface digital e gostar do que faz dentro dessa área de atuação.  Agora é só colocar a mão na massa!